READING

O que é larica e por que ela acontece após fumar m...

O que é larica e por que ela acontece após fumar maconha?

homem correndo uma enorme quantidade de macarrão em uma garfada

Como mencionada na música Fome do Cão, do Raimundos, “o ronco da ‘lara’ é a fome do cão!” A sensação de fome intensa — e quase incontrolável — que ocorre após o uso de cannabis é chamada popularmente de “larica”.

O termo é tão usado para se referir à “fome descontrolada” que acaba fazendo sentido mesmo quando não foram consumidos produtos com THC. Por isso, é possível que você já tenha escutado essa expressão por aí, de forma hiperbólica, em situações diversas, da seguinte forma: “Nossa, vai comer tudo isso? Está com larica?”.

Deu para entender o que é larica? Continue a leitura deste post para compreender:

  • Como o termo foi criado;

  • Porque a vontade de comer fica tão aguçada depois que usamos a erva;

  • Algumas diquinhas de como matar a famosa lara.

Partiu?!

Como surgiu o termo larica?

O termo está relacionado a diferentes histórias. Entre as narrativas que contam como surgiu o termo larica no Brasil, temos o livro “Mas será o Benedito?’” de Mário Prata (1996), que conta uma narrativa passada oralmente entre os brasileiros. Nela, uma portuguesa chamada Maria Candelária Larica tinha uma banquinha de doces com o nome de “A Larica”.

O papo é que Maria era consumidora de cannabis e oferecia a planta no mesmo espaço que vendia doces, parece propício, né?! Segundo a obra, foi assim que o nome surgiu: com a portuguesa entregando a fome e a vontade de comer no seu empreendimento — alô, é do Shark Tank?!

Outra versão é uma história da década de 70, quando um argentino que estava no Brasil fumou e ficou com a “la rica gana de comer! O que, em uma possível tradução, significa: “a enorme vontade de comer”. Eis que surge a expressão “estoy con la rica”! “La-rica”, pegou aí?

Mas essas histórias brasileiras são contadas oralmente e não existem registros e documentos que as comprovem como verídicas. O que temos documentado é o termo larica, que veio de Portugal, significando uma simples “fome”. A palavra é de 1850, o que evidencia que a palavra, originalmente, não é nossa.

pão com miojo

Por que fumar maconha dá fome?

Quem responde essa pergunta é a ciência! Especificamente, a que explica nosso sistema nervoso. Então… a fome que você sente após fumar não é real, é mais uma parada fisiológica! Entenda melhor:

Sidarta Ribeiro, neurocientista e biólogo, em sua apresentação no IV Fórum Delta 9 – Aspectos Sociais e Terapêuticos da Cannabis, fala de um funcionamento que temos em nosso organismo — mesmo daqueles que não usam maconha — chamado de sistema endocanabinóide.

Qual é a relação entre a maconha e o sistema endocanabinóide?

O sistema endocanabinóide, descoberto na década de 90, é um dos principais responsáveis pela regulação e pelo equilíbrio de uma série de processos fisiológicos do nosso corpo. Formado por dois receptores principais, CB1 e CB2, eles estão presentes nos terminais axiais dos nossos neurônios.

A larica está diretamente relacionada ao CB1 — receptor responsável pela troca de informações entre as células e que regulam processos, como o sono, o estresse e, adivinhem só, a fome!

No cérebro, temos uma região complexa e primitiva chamada de hipotálamo, uma das motivadoras das nossas emoções. Ao consumirmos cannabis ou derivados com THC, por conta do trabalho do CB1, o sistema no hipotálamo é estimulado.

Dessa forma, o estímulo faz com que nossa percepção e nossa sensação sejam alteradas, ou seja, o cheiro da comida fica melhor, o olfato fica mais aguçado, a visão fica sensível, o que faz com que, claro, a comida fique ainda mais atraente!

A larica tem relação com a dopamina?

Sem dúvidas! Os estímulos também alteram o funcionamento da dopamina — neurotransmissor responsável por levar informações do cérebro para as várias partes do corpo — aumentando a sensação de prazer.

Como o ato de comer pode ser considerado um momento de deleite, a dopamina aprimora a vontade de mastigar, mesmo se estivermos comendo! Também tem a sensação de euforia que promove aquela sensação de “precisamos aproveitar esse momento incrível”!

E é assim, por meio da alteração do estado de consciência, que a gente se acaba na comilança!

O que significa matar a larica?

Comer bastante! Depois de todas as sensações aguçadas em seu corpo, para matar a larica, você terá que se alimentar!

Como estamos famintos após consumir THC, qualquer comida parece saborosa. E, assim, é comum que as pessoas lariquem — sim, laricar já é um verbo!

Falando sobre esse efeito que a maconha traz, de comer incessantemente, vale lembrar que pacientes de tratamentos com medicações fortes, como o de câncer ou de AIDS, ficam com o apetite reduzido por conta dos remédios que inibem o apetite. Nesses casos, o THC pode funcionar como um estimulante natural.

Porém, ficar fumando e comendo descontroladamente pode trazer consequências para nosso corpo! E, por isso, nem sempre dá para “matar a larica”, às vezes, é preciso engambelar a lara!

coxinha elaborada com rosto, braços e pernas

O que fazer para não ter larica?

Não fume!

Sacanagem…

A gente sabe que, por vezes, alguns efeitos da maconha mais atrapalham que ajudam. É nessas horas que é bom rever o tipo de erva que você está escolhendo fumar, o momento do dia, a quantidade, etc.

E isso se relaciona com a lariquinha também!

Como vimos anteriormente, não dá para não ter larica, pois é um processo fisiológico. O que dá para fazer é dar uma enganadinha no cérebro:

  • Consumindo cepas que tenham menos THC;

  • Preparando ou pedindo a comida antes de fumar;

  • Deixando para fumar após comer;

  • Fazendo outras coisas para se distrair, como um exercício físico, uma atividade artística, ficando longe da cozinha.

Porém, se você não conseguiu fugir da cozinha, saiba como fazer um belo brisadeiro!

Esperamos que você tenha curtido e aprendido com nosso conteúdo! Se quiser saber mais sobre o mundo da cannabis, acesse nosso blog e aprenda:

Valeu e até a próxima!


Entusiasta do mundo canábico desde sempre, aprendendo todo dia mais sobre essa planta maravilhosa.

Deixe uma resposta

INSTAGRAM
SIGA-NOS NO INSTAGRAM